“Ocupação Vilanova Artigas” | Itaú Cultural _ Bela Vista, SP

O crítico Mario Gioia entrevista o curador Alvaro Razuk, um dos curadores da Ocupação Vilanova Artigas, tributo na forma de uma exposição apresentada de modo multidisciplinar, abordando três principais eixos na trajetória do arquiteto paranaense: sua produção arquitetônica, a intensa atuação política e a forte presença didática. A mostra segue no Itaú Cultural até 9 de agosto no ano de centenário de nascimento de Artigas e é uma das variadas homenagens sobre um nome-chave da modernidade nacional. Razuk assina a curadoria da exposição junto da filha de Artigas, Rosa, e da equipe da instituição paulistana. Para o Vitrô, Razuk explica quais vertentes e peças orientaram o recorte, além de comentar a expografia _ um dos pontos altos da Ocupação, já que o espaço do Itaú continua a ser desafiador _ e a relação pessoal com Artigas, desde os tempos em que Razuk cursava a Faculdade e Arquitetura e Urbanismo da USP, projeto decisivo não apenas do autor. A produção do Vitrô realizou o audiovisual especialmente por conta da abertura de uma exposição no Museu de Arte de Londrina, onde anteriormente funcionara a rodoviária da cidade, datada de 1961 e assinada também por Carlos Cascaldi.